Skip to content

B.M.F – BLACK MAFIA FAMILY – PARTE V – FINAL

23/09/2010

Big Meech

A QUEDA DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

Com o crescimento exponencial da Black Mafia Family e seus negócios no tráfico de drogas, a atenção das autoridades policiais era inevitável. Em abril de 2004, um grande distribuidor chamado Jabari Hayes foi pego em uma blitz com U$ 600.000,00 em dinheiro vivo no porta-malas. Três semanas depois, ele foi parado dirigindo um motorhome, onde os policiais acharam 95kg de cocaína e 576g de maconha, uma das maiores apreensões de drogas feitas no Missouri.

No mesmo ano, por meados de Setembro, uma escuta em um traficante de nível mais baixo levou as autoridades a dois grandes distribuidores, os irmãos Omari McCree e Jeffrey Leahr. Em 2005, Jeffrey foi parado em uma rodovia, devido à informações obtidas através de escutas, com sua namorada. Foram encontrados 10kg de cocaína no banco de trás de sua Porsche Cayenne Turbo, sendo ele e sua namorada liberados no mesmo dia para conseguir mais informações sobre a organização com a utilização de escutas.

Teia de contatos da B.M.F. - Clique para expandir

Em Junho de 2005 ao ser pego para reportar as informações obtidas, Omari assinou um termo confidencial (não tão confidencial assim pelo visto) e começou a descrever a sua função dentro da B.M.F. De acordo com a confissão dele, Chad “J-Bo” Brown fornecia a cocaína para ele em nome de Big Meech, mas ele afirma nunca ter feito contato algum com o líder da organização. Apesar de Omari fornecer tais informações à polícia, ele nunca chegou a testemunhar.

Apesar destas informações referentes à Big Meech, o líder demonstrava tranquilidade, uma vez que as autoridades não possuíam provas concretas contra ele. Por outro lado, a quantidade de evidências contra seu irmão, Southwest T, cresciam a cada dia. Uma das principais testemunhas da acusação foi William “Doc” Marshall, ex-chefe das finanças da B.M.F. Doc era o encarregado de comprar casas, carros e outras propriedades para toda a organização, além de ter distribuído mais de 1700kg de cocaína.

William "Doc" Marshall

Eventualmente o caso de seu irmão foi conectado ao seu, e Big Meech não conseguiu ter seu caso julgado a parte do processo de seu irmão. Quando o caso foi apresentado, as autoridades policiais possuíam cerca de 900 páginas de conversas transcritas provenientes de escutas. Os réus foram levados a julgamento exclusivamente com testemunhos de ex-membros da organização criminosa, e nunca foram apreendidos com dinheiro proveniente do tráfico ou drogas.

Demetrius “Big Meech” Flenory e Terry “Southwest T” Flenory foram ambos condenados a 30 anos por uma lei federal americana que trata de organizações do narcotráfico. Após a prisão dos dois líderes, houve ainda alguma atividade na B.M.F, mas que foi dilacerada pela atuação da polícia federal, que prendeu os principais pilares da organização, bem como seus carros para transporte, depósitos e laboratórios para a fabricação da droga.

Confira a história da B.M.F.:

Parte IV

Parte III

Parte II

Parte I

2 Comentários leave one →
  1. Paulo permalink
    23/09/2010 22:17

    Parabens a todos que escrevem neste blog. Finalmente um blog com conteudo e musicas excelentes. Continuem assim!

    • machallionaire permalink
      24/09/2010 17:28

      Agradecemos os elogios ao leitor Paulo e esperamos que você continue acessando o blog!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: